Ir direto para menu de acessibilidade.
>Legislação > Portarias Normativas > 2014 > Portaria nº 382, de 9 de maio de 2014


Portaria nº 382, de 9 de maio de 2014

Publicado: Sexta, 09 Maio 2014 15:30 | Última atualização: Quinta, 21 Janeiro 2021 12:51 | Acessos: 1640
 

 

 

Observação: Este texto não substitui o publicado no Boletim de Serviço em 9/5/2014.

 

O SUPERINTENDENTE DE COMPETIÇÃO DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 159, inciso I e pelo art. 242, incisos VII e XVIII, ambos do Regimento Interno da Anatel, aprovado pela Resolução nº 612, de 29 de abril de 2013;

CONSIDERANDO o disposto no Regulamento Geral de Interconexão – RGI, aprovado pela Resolução nº 410, de 11 de julho de 2005, em especial os arts. 10 e 40 e o Anexo II;

CONSIDERANDO o disposto no Plano Geral de Metas de Competição, aprovado pela Resolução nº 600, de 8 de novembro de 2012;

CONSIDERANDO a demanda por constantes adequações dos processos regulatórios ao contexto setorial vigente;

CONSIDERANDO a necessidade de imprimir maior eficiência ao processo de homologação dos contratos de interconexão; e

CONSIDERANDO o constante do processo n.º 53500.004551/2014;

RESOLVE:

Art. 1º Aprovar Procedimento de Homologação de Ofertas Públicas de Interconexão – OPI nos termos desta Portaria.

Art. 2º Facultar às empresas prestadoras de serviços de telecomunicações de interesse coletivo solicitarem à Anatel a homologação de suas OPI.

Art. 3º Estabelecer que a homologação da OPI confere eficácia aos contratos de interconexão celebrados em estrita conformidade com a minuta de contrato padrão contida na OPI.

§ 1º Os contratos de interconexão celebrados deverão conter cláusula de ciência e concordância com os termos da OPI homologada a fim de se enquadrarem na condição do caput.

§ 2º Os contratos de interconexão celebrados devem fazer referência inequívoca à versão da Oferta Pública de Interconexão e/ou Oferta Referência de Produto de Atacado considerada, bem como aos instrumentos decisórios de sua homologação, a fim de se enquadrarem na condição do caput.

§ 3º A eficácia dos contratos a que se refere o caput se dará a partir da data de protocolo de encaminhamento dos contratos à Anatel, desde que observadas as demais disposições deste artigo.

Art. 4º Esclarecer que este Procedimento de Homologação de Oferta Pública de Interconexão – OPI não desonera suas solicitantes das obrigações de encaminhamento à Anatel dos contratos e/ou termos aditivos de interconexão firmados.

Parágrafo único. Será admitido o protocolo formal de cópias digitalizadas em meio eletrônico dos documentos originais.

Art. 5º O Procedimento de Homologação de Oferta Pública de Interconexão – OPI será imediatamente revogado caso venha a permitir ou representar qualquer ameaça ou prejuízo à ampla, livre e justa competição no setor.

Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

CARLOS MANUEL BAIGORRI

Superintendente de Competição 

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de Serviço e a Política de Privacidade da Anatel.