Ir direto para menu de acessibilidade.
>Legislação > Portarias Normativas > 2011 > Portaria nº 889, de 11 de outubro de 2011 (REVOGADA)


Portaria nº 889, de 11 de outubro de 2011 (REVOGADA)

Publicado: Terça, 11 Outubro 2011 13:13 | Última atualização: Quinta, 21 Janeiro 2021 12:32 | Acessos: 1528
 Revogada pela Portaria nº 420/2013

Designa, no âmbito da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel, as unidades gestoras de crédito.

 

Observação: Este texto não substitui o publicado no Boletim de Serviço em 11/10/2011.

 

O PRESIDENTE DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe confere o art. 46 do Regulamento da Anatel, aprovado pelo Decreto n.º 2.338, de 7 de outubro de 1997; e

CONSIDERANDO o disposto na Lei nº 5.070, de 7 de julho de 1966;

CONSIDERANDO o disposto na Lei nº 9.472, de 16 de julho de 1997;

CONSIDERANDO o disposto na Lei nº 9.784, de 29 de janeiro de 1999;

CONSIDERANDO o disposto na Lei nº 9.998, de 17 de agosto de 2000;

CONSIDERANDO o disposto na Lei nº 11.652, de 7 de abril de 2008;

CONSIDERANDO o disposto na Medida Provisória nº 460, de 30 de março de 2009;

CONSIDERANDO o disposto no Decreto nº 70.235, de 6 de março 1972, do Presidente da República

CONSIDERANDO o disposto na Resolução da Anatel nº 255, de 29 de março de 2001;

CONSIDERANDO o disposto no Regimento Interno da Agência Nacional de Telecomunicações, aprovado pela Resolução nº 270, de 19 de julho de 2001

CONSIDERANDO o constante dos autos do Processo nº 53500.016504/2011

RESOLVE:

Art. 1º Definir as unidades gestoras de crédito na Anatel e estabelecer suas atribuições.

Art. 2º A Gestão de Créditos da Anatel implica no conjunto de atividades que visam ao lançamento, à arrecadação, à cobrança e ao recolhimento das receitas administradas pela Agência.

Art. 3º Compete ao Gestor de Créditos:

I – o estabelecimento ou apuração do valor a ser arrecadado ou recebido pela Agência;

II – a identificação do agente passivo da obrigação;

III – a fixação da data de vencimento;

IV – a geração e postagem das Guias de Recolhimento da União - GRU (boletos bancários);

V – a geração e postagem dos comunicados ou notificações de lançamento dos devedores para todos os fins;

VI – a geração e publicação de edital de notificação no Diário Oficial da União para os inadimplentes cuja notificação pessoal restar frustrada;

VII – a instrução e análise das impugnações e/ou recursos relativos aos créditos de sua competência;

VIII – a verificação prévia dos registros de devedores inadimplentes, para fins de confirmação da liquidez e certeza do crédito, com vistas à inscrição no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público (Cadin);

IX – o encaminhamento de processos administrativos à Procuradoria Geral Federal para fins de inscrição em dívida ativa e cobrança judicial dos valores devidos à Agência.

Art. 4º A gestão do crédito compete à Gerência na qual o crédito foi constituído.

Parágrafo Único.  Entende-se por créditos constituídos aqueles apurados e consolidados por meio de regular processo administrativo em que não seja mais cabível qualquer recurso administrativo.

Art. 5º A Gerência à qual estiver atribuída a gestão do crédito designará servidores para execução dos atos de gestão.

Art. 6º São atos de execução da gestão de crédito:

I – a análise quanto à legalidade, oportunidade e conveniência dos lançamentos inadimplentes a serem comunicados ou notificados;

II – a submissão à aprovação do Gestor de Créditos dos lançamentos a serem notificados/comunicados;

III – a impressão, envelopagem e envio postal das Guias de Recolhimento da União e dos comunicados ou notificações e de lançamento;

IV – o controle e registro dos Avisos de Recebimento (AR’s) no Sistema Integrado de Gestão de Créditos da Anatel – Sigec;

V – a publicação de edital de notificação no Diário Oficial da União para os inadimplentes cuja notificação pessoal restar frustrada;

VI – a instrução e formação de processos administrativos para análise das impugnações e/ou recursos interpostos contra os créditos afetos à unidade gestora de crédito;

V – a instrução de processos administrativos à Procuradoria Geral Federal para fins de inscrição em dívida ativa e cobrança judicial.

Art. 7º Para fins de desempenho de suas funções, o Executor de Crédito será devidamente credenciado para operar o Sigec, nos limites de suas atribuições.

Parágrafo Único.  Esse credenciamento será efetuado no Sigec pelo próprio Gestor de Crédito.

Art. 8º As unidades gestoras de crédito, no âmbito da Superitendências, são:

I – Superintendência de Administração-Geral

a) Gerência Geral de Administração – ADAD;

b) Gerência Geral de Gestão da Informação - ADGI;

c) Gerência Geral de Planejamento, Orçamento e Finanças - ADPF;

d) Gerência de Administração de Recursos Humanos - ADTOH.

II – Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa

a) Gerência de Regime Legal das Empresas e do Consumidor - CMLCE;

b) Gerência de Autorização de Uso de Radiofreqüências e Licenciamento de Estações - CMPRL;

c) Gerência de Licitações, Outorga e Licenciamento – CMROO.

III – Superintendência de Serviços Privados

a) Gerência de Autorização e Acompanhamento – PVCPA;

b) Gerência de Regime Legal da Concorrência e do Consumidor - PVCPC;

c) Gerência de Acompanhamento - PVSSP;

d) Gerência de Acompanhamento – PVSTP.

IV – Superintendência de Serviços Públicos

a) Gerência Geral de Competição – PBCP;

b) Gerência de Acompanhamento e Controle de Tarifas e Preços - PBCPA;

c) Gerência de Defesa da Competição – PBCPD;

d) Gerência de Acompanhamento e Controle de Obrigações Contratuais - PBOAC;

e) Gerência de Outorga de Serviços – PBOAO;

f) Gerência Geral de Qualidade – PBQI;

g) Gerência de Defesa do Cumprimento de Obrigações Legais, Regulamentares e Contratuais – PBQID.

V – Superintendência de Radiofreqüência e Fiscalização

a) Gerência Geral de Certificação e Engenharia do Espectro – RFCE;

b) Escritórios Regionais;

c) Unidade Operacional do Distrito Federal - UO001.

VI – Superintendência de Universalização

a) Gerência Geral de Acompanhamento e Controle – UNAC.

Art. 9º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

RONALDO MOTA SARDENBERG

Presidente

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de Serviço e a Política de Privacidade da Anatel.