Ir direto para menu de acessibilidade.
>Legislação > Normas do MC > Portaria nº 26, de 29 de janeiro de 1991 (REVOGADA)


Portaria nº 26, de 29 de janeiro de 1991 (REVOGADA)

Publicado: Quarta, 30 Janeiro 1991 00:00 | Última atualização: Quinta, 21 Janeiro 2021 11:02 | Acessos: 2971
Revogada pela Resolução nº 239/2000

 

Observação: Este texto não substitui o publicado no DOU de 30/1/1991.

O SECRETÁRIO NACIOANAL DE COMUNICAÇÕES, no uso de suas atribuições que lhe confere a Portaria nº 767, de 28 de agosto de 1990, do Ministro de Estado da Infra- Estrutura, nos termos do seu item 2, e

CONSIDERANDO ser conveniente melhor aproveitar as freqüências canalizadas para utilização no Serviço Especial de Radiorracado, nos termos previsto no item 5 da Norma nº 04/82, aprovada pela Portaria nº 122, de julho de 1982, do extinto Ministério das Comunicações,

CONSIDERANDO a necessidade de melhor atender a demanda constatada no Serviço de Rádio-Taxi,

RESOLVE:

I. Alterar o item 5 da Norma nº 04/82, aprovada pela Portaria nº 122, de 02 de julho de 1982 – Serviço Especial de Radiorrecado, retrocitada, estabelecendo para o Serviço, a utilização das freqüências a seguir indicadas:

“5 – Canalização – A utilização de freqüência referente às estações de base do Serviço Especial de Radiorrecado obedece a seguinte canalização:

Canal nº

Freq. (MHz) Transmissão

Freq. (MHz) Recepção

1

243,775

257,525

2

243,800

257,550

3

243,900

257,650

4

244,000

257,750”

II. Dar nova redação ao item 5 da Norma nº 01/82, Serviço de Rádio-Taxi, aporvada pela Portaria/MC nº 44, de 3 de março de 1982, alterado pela Portaria/MC nº 18, de março de 1986 e complementada pela instrução – DENTEL nº 05/88, de 21 de setembro de 1988, em face das novas freqüências incluídas na canalização na canalização do referido Serviço, conforme a seguir indicado:

“5 – CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO SISTEMA

Poderá ser utilizada modulação em amplitude ou modulação em freqüência, sendo que as emissões terão as seguintes designações:

 

5.1 – FREQÜÊNCIAS

Poderão ser utilizadas nas faixas de 26 MHz, 34 MHz, 38 MHz, 39 MHz, 150 MHz, 160 MHz, 240 MHz e 460 MHz, segundo a canalização apresentada a seguir:

(*) Não é recomendado, nesta faixa de freqüências e numa mesma localidade, o uso de canais adjacentes, exceto quando, comprovadamente, os equipamentos utilizados permitam tal uso sem causar interferência prejudicial.

 

 

5.2 – POTÊNCIA

As potências utilizadas nas saídas dos transmissores, não deverão ser superiores ao mínimo necessário para realização do serviço, com qualidade satisfatória.

5.2.1 – Os valores das potências não excederão aos limites abaixo:

5.2.2 – Excepcionalmente, quando for comprovada a impossibilidade de atender ao serviço com as potências indicadas, o Departamento Nacional de Serviços Privados – DNPV, poderá autorizar a utilização de valores maiores, na conformidade de critérios a serem fixados pelo Departamento Nacional de Administração de Freqüências – DNAF.

5.2.3 – Em caso de constatação de interferência prejudicial, o DNPV de comum acordo com o DNAF, poderá determinar alteração da potência dos transmissores e ou da altura de antena, bem como outras modificações no sistema.

5.3 – ESTABILIDADE DE FREQÜÊNCIA

A freqüência da portadora dos transmissores deve manter-se dentro das seguintes margens, especificadas em partes por milhão, da freqüência consignada:

 

FAIXA (MHz)

Estação de Base

Estação Móvel

 

abaixo e até 5 Watts

 

acima de 5 Watts

 

abaixo e até 5 Watts

 

acima de 5 Watts

26

 

15

 

15

 

50

 

50

34

até o canal 10 inclusive

34

Canais 11, 12, 13, 14 e 15

 

20

 

20

 

20

 

20

38/39

150/160

10

5

10

5

240

7

5

7

5

460

5

5

5

5

5.4 - LARGURA DE FAIXA NECESSÁRIA

5.4.1 – Para modulação em amplitude, a largura de faixa máxima permitida é de 6 kHz.

5.4.2 – Para modulação em freqüência, a largura máxima permitida é de 16 kHz, com desvio máximo de 5 kHz.

5.5 – FREQÜÊNCIA DE ÁUDIO

A máxima freqüência do áudio permitida e de 3 kHz, sendo recomendada a utilização de filtro passa-baixas, com as seguintes características de atenuação (em relação a 1 kHz):

III - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogada a Portaria nº 18, de 22 de março de 1986 e demais disposições em contrário.

JOEL MARCIANO RAUBER

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de Serviço e a Política de Privacidade da Anatel.