Ir direto para menu de acessibilidade.
>Legislação > Resoluções > 2007 > Resolução nº 474, de 27 de julho de 2007 (REVOGADA)


Resolução nº 474, de 27 de julho de 2007 (REVOGADA)

Publicado: Sexta, 03 Agosto 2007 09:52 | Última atualização: Sexta, 20 Dezembro 2019 16:27 | Acessos: 1265

Vide Resolução nº 502/2008

Revogada pela Resolução nº 708/2019

Criação da Comissão Brasileira de Comunicações nº 13 - Governança da Internet.

 

Observação: Este texto não substitui o publicado no DOU de 3/8/2007.

 

O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 22 da Lei nº 9.472, de 16 de julho de 1997, e pelo art. 35 do Regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações, aprovado pelo Decreto nº 2.338, de 7 de outubro de 1997, e

CONSIDERANDO a necessidade de que a participação da Administração brasileira nos foros internacionais de telecomunicações se dê de modo organizado e eficiente;

CONSIDERANDO que a discussão sobre temas relacionados à Governança da Internet tem se ampliado e assumido papel de extrema importância para a Administração brasileira;

CONSIDERANDO que a definição de políticas globais relacionadas à Governança da Internet podem afetar significativamente o desenvolvimento e a implementação de políticas nacionais associadas a esse tema;

CONSIDERANDO o disposto no item III, subitem 3, alínea c do Regimento Interno de Funcionamento das Comissões Brasileiras de Comunicações - CBCs, anexo à Resolução nº 347, de 22 de agosto de 2003;

CONSIDERANDO deliberação tomada pelo Conselho Diretor em sua Reunião nº 442, de 12 de julho de 2007;

CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 53500.017953/2007;

RESOLVE:

Art. 1º Criar a Comissão Brasileira de Comunicações nº 13 - Governança da Internet, com a atribuição de coordenar a participação da Administração brasileira de telecomunicações em atividades de foros, organismos internacionais, instituições nacionais e outras organizações que tratam de assuntos relacionados à Governança da Internet.

Art. 2º Estabelecer que esta Comissão Brasileira de Comunicações tem caráter permanente e o seu mandato, bem como as suas áreas de especialização constituem anexo a essa Resolução.

Art. 3º Estabelecer que esta Comissão Brasileira de Comunicações deverá apresentar seu Plano de Trabalho ao Grupo de Coordenação das Comissões Brasileiras de Comunicações (GC-CBC), até trinta dias após a sua criação.

Art. 4º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

RONALDO MOTA SARDENBERG
Presidente do Conselho

 

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 474, DE 27 DE JULHO DE 2007

CBC 13 - Governança da Internet - Mandato e Áreas de Especialização

Mandato:

Esta Comissão Brasileira de Comunicações Permanente tem como atribuição a coordenação da participação da Administração brasileira em atividades de foros, organismos intergovernamentais, instituições nacionais e outras organizações que discutem assuntos e/ou formulem políticas relacionados à Governança da Internet.

Assim sendo, a CBC 13 (Governança da Internet) acompanhará diretamente os trabalhos desenvolvidos pelos seguintes foros: Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br); Corporação para a Atribuição de Nomes e Números na Internet (ICANN); Força Tarefa de Engenharia da Internet (IETF); Fórum de Governança da Internet (IGF), fórum esse vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU); Setor de Normalização da União Internacional de Telecomunicações (UIT-T), em coordenação com as demais Comissões Brasileiras de Comunicações; e outros organismos nacionais e internacionais cujo tema de discussão está relacionado diretamente à Governança da Internet. Além disso, caberá à CBC 13 dar suporte e auxiliar as Coordenações da Citel (Comissão Interamericana de Telecomunicações) e do Sub-Grupo de Trabalho 1 "Comunicações" do Mercado Comum do Sul (Mercosul) nos assuntos relacionados às áreas de especialização dessa Comissão.

Áreas de Especialização:

As áreas de especialização da CBC 13 enfocam os principais temas relacionados à Governança da Internet, sendo eles:

- Definição de diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet;

- Desenvolvimento de padrões para desenho e administração da Internet;

- Infra-estrutura de serviços;

- Endereçamento IP;

- Sistemas de Nomes de Domínios;

- Custo de Conexões Internacionais;

- SPAM;

- Estabilidade;

- Segurança;

- Privacidade;

- Propriedade Intelectual;

- Acessibilidade;

- Liberdade de Expressão;

- Direitos dos Usuários

Questões

CGI.br - Comitê Gestor da Internet no Brasil

- Administração de números IP no Brasil e nomes de domínio no .br

- Representatividade - Processo Eleitoral

- Projeto PTT - Pontos de Troca de Tráfego

- Projeto ENUM - Numeração Eletrônica

- Projeto Anti-Spam

ICANN - Corporação para a Atribuição de Nomes e Números na Internet

- Criação de novos gTLDs (.com, .net, .tel, .info, ...)

- Criação de ccTLDs em caracteres internacionalizados

- Políticas globais de alocação de endereços IP

- Internacionalização da ICANN

- Segurança do DNS (Sistema de Nomes de Domínio)

- Papel do GAC - Comitê Consultivo Governamental

IGF - Fórum de Governança da Internet

- Preparação da Agenda e temas para as Reuniões do IGF

- Organização de eventos do IGF

IETF - Força Tarefa de Engenharia da Internet

- Desenvolvimento de padrões e protocolos para a Internet

UIT - União Internacional de Telecomunicações, no que se refere à Internet

- Definição de políticas públicas internacionais para o gerenciamento de recursos relacionados à Internet, incluindo endereços e nomes de domínio

- Definição do novo papel da UIT no contexto da Governança da Internet

- Estudo e acompanhamento das Resoluções da UIT (101, 102 e 133)

- Acompanhar assuntos relacionados à Governança da Internet no Grupo de Trabalho 17 (SG 17), em cooperação estreita com a CBC 1 - Segurança, Linguagens e Softwares de Telecomunicações

- Desenvolver atividades de forma coordenada com a CBC 7 (Desenvolvimento das Telecomunicações) em seus campos de atuação

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de Serviço e a Política de Privacidade da Anatel.